segunda-feira, 24 de abril de 2017

Única cobertura de ponto de ônibus no Bairro Danon foi sumariamente destruido.

No sábado (22), a única cobertura de ponto de espera de ônibus ,existente aqui no DANON (Mangueira), foi sumariamente destruída à golpes de marretadas, segundo informações. Especulasse que farão outro abrigo. Mas, quem foi? Qual empreiteira? 
Se foi a prefeitura, ao menos deveria haver uma placa informativa. 
Se for algum pseudo-candidato (a) a deputado (a), para as próximas eleições, começou mal e de minha parte, não terá meu voto, vou logo dizendo. A cobertura exista, creio a uns 20 anos e estava intacta, além disto, não havia risco de queda em sua forte estrutura. 
Agora, vamos ver quanto tempo, ficaremos sem cobertura, na espera da condução.Sabemos de alguns abrigos destruídos e deteriorados no início de 2013 e até hoje não recolocados em nossa cidade.
Não é mole, não!!!
O modelo de abrigo existente era deste tipo.

domingo, 23 de abril de 2017

Defesa Civil: Faltou maior divulgação.

A Defesa Civil apresentou no dia 19, na Casa da Cultura o ciclo das atividades de treinamento e capacitação das ações para 2017.
Que lástima! Gostaria de ter marcado presença na plenária. E de ter tomado conhecimento das ações que este novo governo tem projetado; como por exemplo, de como evitar tragédias de enchentes na região.

Muito dinheiro lançado lá fora e aqui a gente precisando.

Entendem a minha indignação com essas figurinhas...
A Argentina da era Kirchner recebeu generosos US$ 8 BILHÕES do BNDES, dinheiro que nunca mais vamos ver nem a cor.

Pois é...e aqui o povo brasileiro levando fumo.

O BNDES bancou em 2013 a Hidrelétrica Chaglia, no Peru. Custo da brincadeira:
US$ 340.421.824,00.

NÃO PARA A LEI DE MIGRAÇÃO. BRASIL NÃO POSSUI CONDIÇÕES DE SUPORTAR ESSA DEMANDA.

O Senado Federal enviou para sanção presidencial a nova LEI DE MIGRAÇÃO, que fere muitas normas constitucionais! Esta lei, em termos práticos, deixa a política migratória brasileira na mão de organismos internacionais (por exemplo, ONU e UNASUL), sem nenhuma representatividade junto ao povo brasileiro e sem nenhum tipo de limite à quantidade de imigrantes que queiram vir para o Brasil. Como disse o Ministro da Justiça: podem vir mil, dez mil, cem mil por ano, todos são bem-vindos.
O problema é que, se o Brasil já não consegue oferecer serviços públicos de qualidade a seu povo, como os proverá para "cem mil por ano"? Essa lei garante que qualquer estrangeiro que deseje permanecer no Brasil tenha acesso a todos os serviços públicos (saúde, previdência, etc.) como se fossem brasileiros. Quem pagará essa conta?
Outro ponto problemático: o controle de criminosos ficará comprometido, pois a lei possibilita a "não criminalização da imigração". Aos estrangeiros são concedidos direitos de cidadãos, tais como a formação de partidos políticos e de sindicatos. Mas estão eles comprometidos com a coisa pública do Brasil ou com interesses de forças e de entidades externas? Esta lei viola os princípios da soberania nacional e expõe as fronteiras brasileiras ao risco de qualquer pessoa adentrar nosso território para qualquer fim, sem sofrer o devido controle. Fronteira não é apenas um conceito na lei: fronteira são os limites geográficos entre os países, o que delimita sua materialidade. O presente projeto de lei implica a diluição desses limites, e, justamente porque nosso território e tornará indeterminado ou não delimitado, o país se verá exposto a possíveis conflitos com países vizinhos. Ao oferecer livre acesso, esta lei torna mais difícil o combate ao tráfico de drogas, de armas, de pessoas em nosso território, afetando a segurança publica. A lei permite a criação de espaços de cidadania e de livre circulação das pessoas. Dessa forma se criarão diversos enclaves de estrangeiros em pleno território brasileiro.
Além disso, constata-se nesta lei uma clara tentativa de unificação do Brasil com alguma entidade da América do Sul, como se fosse um só território. Mas quem comandará tal território unificado já não será um órgão eleito ou nomeado pelo Brasil, mas um órgão externo, com o que se suprime a soberania popular do Brasil. Extingue-se, assim, a soberania do povo brasileiro. A concessão de vistos, antes privativos de embaixadas e de consulados gerais, poderá ser feita por quaisquer escritórios comerciais e de representação do Brasil no exterior. Ou seja, não haverá nenhum rigor na qualificação do solicitante de visto.
Nosso país vive hoje diversas crises: crise de confiança, crise moral, crise econômica, crise de emprego, crise previdenciária, crise na saúde, crise tributária, e em especial crise na segurança pública: por ano são centenas de milhares de assassinatos e de estupros, além do fato de que milhões de armas ilegais entram por nossas fronteiras, o que dá amplo poder ao crime organizado e a narcotraficantes. Pois bem, quanto tudo isso não se agravará se não se vetar a nova lei de migração! Leis que permitem um mundo sem fronteiras falharam na Inglaterra, na Bélgica, na Alemanha, na Suécia, na França, na Holanda, todos os quais são países ricos, ao contrário do Brasil. Hoje tais países são reféns de seu discurso migratório permissivo, e seus cidadãos passam a sofrer a discriminação reversa. Não é difícil imaginar o que ocorrerá em nosso país se não for vetada a lei de migração em pauta.
Antes de propor uma lei para receber centenas de milhares de refugiados ou imigrantes sem controle nem limite, nossos representantes deveriam compreender que qualquer absorção de migração só pode ser feita na medida em que se tenham condições de absorvê-la e sustentá-la.
Por fim, considerando que a União Europeia já manifestou interesse em remanejar refugiados para fora da Europa, com a aprovação de tal lei de migração o Brasil correrá sério risco de tornar-se seu natural escoadouro, com todas as consequências dramáticas que daí advirão.

sábado, 22 de abril de 2017

Medalha da Inconfidência de 2017.

Será que vai haver reprise do Lula novamente ser agraciado, mesmo estando citado N vezes nos processos das operações da Lava jato ?
Ele já recebeu em 2003, das mãos de Aécio Neves, o então governador.

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Basta de serviços paliativos nas escolas e em seus entornos.

Alcy Maihoní Rodrigues para FÓRUM POPULAR PERM.DEF.DA EDUCAÇÃO DE N.IGUAÇU
1 h
A EMLURB está realizando o trabalho de roçada nas escolas do municípios. Depois das unidades Américo Xavier Silveira, em Santa Rita; Pêra Flor, em Prados Verdes; Bom Bostor, no Cobrex; e Dr. José Brigagão Ferreira, em Austin, hoje foi dia da Escola Municipal Prof. Franklin Bolivar, no bairro Rodilândia.
A determinação é que o trabalho siga para as outras escolas por tempo indeterminado.
COMENTÁRIO DO MAIHONÍ: Primeiro lugar, escola nunca deveria possuir CAPIM dentro e no entorno de escolas. Em segundo: prefeitura tem por obrigação resolver o problema da falta de saneamento básico da região. E as escolas situadas as margens de rios? Rios estes tristemente abandonados pelo poder publico. E que infestam as escolas de roedores. E tem "gente" que aplaude esse serviço paliativo. Faz favor!...

RJ 105 a Estrada abandonada.

Av. Abilio Augusto Tavora, altura bairro Marapicu.
Triste situação.
Parlamentares e gestores, nada fazem.

Projeto acaba com a dupla função dos motoristas de ônibus em Nova Iguaçu.

Está tramitando, na Câmara Municipal de Nova Iguaçu, projeto de lei, de autoria do vereador Fabinho Maringá (PMDB), que proíbe os motoristas de ônibus a receberem passagens nas linhas que operam na cidade. Já com o parecer favorável da Comissão de Constituição e Justiça, o texto está sendo analisado pelas Comissões de Transporte, Orçamento e Serviços Públicos e deverá ser colocado em votação na próxima terça, dia 25. Fabinho defendeu a proposta durante a sessão de terça-feira (18). Fonte/foto: Jornal ZM Notícias.
COMENTÁRIO DO MAIHONÍ: Boa a iniciativa do Vereador Fabinho Maringá. Espero que seja brevemente aprovada. Mas, poderia a casa legislativa aproveitar o tema e exigir por meio e força de lei o cumprimento da climatização (ar condicionado) em todos os ônibus que trafega na cidade.

Um ano se passou, desde o desastre da ciclovia carioca do governo do prefeito PAES

Um ano após a queda de uma parte da ciclovia Tim Maia, manifestantes fizeram um ato na praia de São Conrado na manhã desta sexta-feira (21) para lembrar a tragédia e cobrar respostas do poder público. O acidente deixou dois mortos. Ao todo, 14 pessoas foram indiciadas por homicídio culposo pelo desabamento da estrutura.
COMENTÁRIO DO MAIHONÍ: Até aqui ninguém literalmente destes indiciados estão presos. Penso que no mínimo, prefeito Paes deveria ter sido seu mandato cassado.

Comisão da esposas de policiais militares do Rio de Janeiro em Brasília

Relatam que policiais vem sofrendo ameaças e represálias, em virtude das mulheres terem ficado na frente dos quartéis. Isso é lamentável para todos os políticos e governantes cariocas. Esta situação não pode continuar ou se repetir em nosso, Rio de Janeiro. 

Pedestres correm risco de atropelamento em avenida sem semáforos no DANON - Nova Iguaçu (RJ).

Semáforo sem uso e virado para a parede
Desde novembro de 2016, grande cruzamento entre a Avenida Abílio Augusto Távora (RJ-105), Danon,  com Av. Moreira Melo (entrada do Jardim Palmares) semáforos não funcionam.  Para completar Faixas de pedestres estão apagadas. Bairro não possui escolas e diariamente muitas crianças no horário escolar são obrigadas a cruzar perigosamente esta avenida para estudarem em bairros vizinhos. Grande é a população da melhor idade  que sofrem ao atravessar esta  movimentada avenida,  pois  dependem da gentileza e boa vontade dos motoristas.
DETRAN, DER/ESTADO tem que tomar providencias.
Alô PREFEITURA e CÂMARA LEGISLATIVA vamos interceder pela ESTRADA DE MADUREIRA!!!
Esta Avenida não termina em frente ao Shopping Iguaçu (centro), ela se estende até Campo Grande.
SEMÁFOROS – Se não há dinheiro para colocação de novos e modernos semáforos, que pelo menos faça manutenção periódica nos existentes.

FAIXA DE PEDESTRE – Se não há tintas, que seja utilizado material elastoplástico laminado (adesivo).

terça-feira, 18 de abril de 2017

Transbrasil poderia ser feita, sem atrapalhar a vida do trabalhador

Muita maldade realização de obras do BRT Transbrasil, na Avenida Brasil, nos horários de rush. A Prefeitura do Rio e a CET-Rio deveriam realizar este retorno das obras nos finais de semana, feriados e também após horário comercial. Mas, não! Preferem ostentar serviço em dias e horários e que irremediavelmente causam grande impacto no fluxo de deslocamento dos motoristas. A vida do trabalhador será inferno durante estes 12 meses. Que é a previsão de termino desta obra.

Código penal deveria ser mais rígido.

Todos esses políticos, presidentes de partidos corruptos e que receberam propinas mereciam ficar 20 anos presos em trabalhos forçados.

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Interditar e tapar buracos de ruas é mole, quero ver regularização de sinais de transito e asfaltamento de primeira.

RUAS E AVENIDAS DE NOVA IGUAÇU PERMANECE UM DESCASO TOTAL. SERVICINHOS PALIATIVOS TEM DE SOBRA. 
A Secretaria de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana e a CODENI esperamos que penetre mais nas áreas periféricas da cidade. Aqui no DANON, por exemplo tem um sinal de trânsito que não funciona desde novembro/2016 e a faixa de pedestre de tão apagada, não existe mais. É caso de segurança, mas ninguem resolve. SOS Prefeito!!!

O desabafo de um ex-Conselheiro Tutelar Iguaçuano

A questão não é bater em A ou B
É triste ver os Conselheiros Tutelares iguaçuanos sem a mínima estrutura para trabalhar perambulando nos órgãos buscando apenas um atendimento governamental. A reflexão que faço é que infelizmente em toda gestão tem um período de sucateamento. Senti na pele esse sofrimento, a política nesse setor faliu, alternativa é criar uma Superintendência ligada ao gabinete do Prefeito responsável objetivamente por essa demanda.
Por favor ouçam os Conselheiros Tutelares, eles salvam vidas indefesas.
Muito triste !!!

Segue alguns comentários meus no Facebook,que teve bom alcance de visualizações no período de 17/03 à 31/03. Tempo este que o blog ficou meio ausente de postagens.

Alcy Maihoní - 30 de março às 07:05

QUEBRANDO O PROTOCOLO NA AUDIÊNCIA.
Peço desculpas a todos da plenária que lá estavam nesta audiência pública sobre o Hospital da Posse (HGNI), pois ao perceber que faltava segundos para o término e sabendo que minha pergunta previamente escrita estava diante do prefeito e que não ia ser respondida, no ímpeto levantei-me da cadeira e fiquei diante do prefeito, afim que o mesmo viesse me responder.
Ainda hoje farei comentário sobre este evento e melhor esclarecimento quanto a minha indagação (não me passaram microfone).

Alcy Maihoní - 28 de março às 11:17

HOJE À TARDE, NOVA IGUAÇU FARÁ AUDIÊNCIA 
PÚBLICA.
OBJETIVO: SALVAR HOSPITAL GERAL DE NOVA IGUAÇU
O caos na saúde pública e em especial o HGNI (Hospital da Posse), é detectado há tempos pela população Iguaçuana.
Logo, a plenária desta audiência é oportuno levar propostas e sugestões úteis para salvar esta unidade de saúde.
Não pode se perder tempo com críticas e queixumes. Politicagem nessa hora não é cabível.
Governo e sociedade, o momento é achar solução.
Alcy Maihoní - 26 de março às 13:13
QUANDO EU VEJO UMA MATÉRIA QUE FALA SOBRE 
CORRIDA E CAMINHADA, vêm logo na minha mente 
a necessidade de Nova Iguaçu possuir ciclovias. 
Temos 5 ( cinco ), estradas estaduais, sem contar 
com a recente Via-Light (RJ-O81).
Estrada Madureira (RJ 105);
Estrada da Posse - Vila de Cava - Tinguá (RJ-111);
Estrada de Adrianópolis (RJ-113);
Estrada Real do Comércio (RJ-115);
Estrada Jaceruba - Japeri (119).
Não temos BRTs, Metrô e a antiga linha férrea faz com que a população sofra diariamente com os transtornos de engarrafamentos. Até quando esse martírio de ausência de mobilidade urbana e deficiente situação de alta precariedade destas estradas citada? Pagamos caro IPVA e tarifas de velhas linhas de ônibus que sequer possuem climatização. Tá brabo!
Alô Prefeito, vamos correr com tais mudanças!!!
Não tá mole, não!
Alcy Maihoní - 25 de março às 18:28
PARABÉNS AOS MEMBROS CONSELHEIROS DOS 
2 CONSELHOS DE SEGURANÇA DE NOVA IGUAÇU. 
Nossa cidade possui dois conselhos de segurança que a cada mês vem se destacando para atender a população.
 CONSEG-NI - Conselho Municipal de Segurança Pública, Direitos Humanos e Cidadania;
CCS-NI - Conselho Comunitário de Segurança de N. Iguaçu.
Fotos/fonte: Jornal ZM Notícias e Correio da Lavoura.
Alcy Maihoní - 21 de março às 13:20
Maiores problemas do Hospital da Posse em Nova 
Iguaçu-RJ
a) dívida de R$ 28 Milhões (dez/2016);
b) Superlotação de pacientes (maioria de outros municípios);
c) sem reajuste de repasse governo federal;
d) atraso repasse governo estadual;
e) emergência restrita.
_ será que esqueci de mais alguma coisa?
Fato de que atual prefeito, tinha conhecimento disto, quando candidato.
VAMOS VER SE NESTA AUDIÊNCIA PRÓXIMA TEREMOS JÁ SOLUÇÕES.
Alcy Maihoní - 21 de março às 11:18

O QUE DEVERIA SER FEITO EM ESCOLAS DE NOVA IGUAÇU, - RJ, SITUADAS EM ÁREAS DE RISCO...

AÇÕES AFIRMATIVAS:
a) pagar mais a quem dá aulas nesses locais e fixar os professores numa única escola;
b) realizar contratos de 40 horas semanais, incluindo o tempo de atividade extra-classe;
c) sistema de reforço escolar que lidem com defasagem idade-série e analfabetismo funcional.
Mais recursos e estímulo em atrair melhores professores e investir mais em infraestrutura, uma vez que as áreas de risco necessitam de mais apoio governamental. Jeito tem!
Alcy Maihoní
Repres Pais de Alunos de Nova Iguaçu


PREFEITURA DE NOVA IGUAÇU E A MERENDA ESCOLAR
NÃO PODE HAVER INÉRCIA, APÓS O SURGIMENTO DA CARNE FRACA.
CADÊ O CONSELHO DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR - CAE?
Algumas prefeituras e mais recentemente o Governo de SP estão suspendendo, carnes bovina e de frango da merenda escolar.
A medida preventiva visa assegurar a saúde dos alunos, após revelação de que a carne brasileira não oferece segurança e confiabilidade.
Algo tem que ser feito! 
Até o momento NINGUÉM oficialmente ou aqui nas redes sociais comentou nada a respeito. UM ABSURDO!
Alô Comissão de Educação da Câmara de Vereadores vamos inspecionar e dar uma resposta a população Iguaçuana.
Alcy Maihoní
Repres. Pais de Alunos de Nova Iguaçu - RJ.